terça-feira, 20 de agosto de 2013

Especial Dan Brown #02


Família

Dan Brown nasceu em 22 de junho de 1964, em Exeter, é um escritor norte-americano, o mais
velho de três filhos. Nos primeiros anos de sua vida, sua mãe Constance, foi uma musicista,
e tocava órgão na igreja. Seu pai, Richard G. Brown, era professor de matemática para o ensino médio na Philips Exeter Academy, um colégio interno particular, e escreveu o didático best-seller matemático "Advanced Mathematics: Precalculus with discrete Mathematics and data analysis" que foi muito utilizado no país.
Como foi requisitado que seu pai morasse no campus, Brown foi praticamente criado na escola.
De família cristã, frequentou a escola dominical, cantando no coral, e passou seus verões no acampamento da igreja.
Estudou até a 9ª série em escolas públicas, até matricular-se na Philips Exeter. Após sua graduação em 1982, Brown entrou para o Amherts College, onde foi membro da Fraternidade Psi Upsilom. Durante seu primeiro ano, foi à Europa para estudar história da arte na Universidade de Sevilha, Espanha, onde começou a estudar os trabalhos de Leonardo da
Vinci, que tem importância crucial no seu romance mais famoso.
Universidade de Sevilha



Seu gosto por segredos e enigmas são decorrentes da sua infância, costumava gastar horas
trabalhando com anagramas e palavras cruzadas, sendo que ele e seus irmãos participavam na
elaboração de caça ao tesouro planejado por seu pai em aniversários e feriados. No Natal,
por exemplo, Brown e seus irmãos não encontravam presentes debaixo da árvore, porém recebiam
um mapa do tesouro com os códigos e as pistas constando toda a sua casa ou até mesmo ao
redor da cidade, para assim poder finalmente encontrar o esconderijo.
Dan é casado com Blythe Brown, que é historiadora e artista plástica, e tem paixão por religião e artes. Ela também faz pesquisas para os livros de Dan. Foi ela quem fez a pesquisa para "O Código da Vinci", segundo Brown, ela é fanática de Da Vinci.

Curiosidades

Dan Brown é considerado pela revista Time, uma das 100 pessoas mais influentes do mundo.
Seus livros foram publicados em mais de 50 idiomas.

Antes de se dedicar totalmente a escrita, Brown tinha uma carreira como cantor, compositor e
pianista.

Suas influencias são: Sidney Sheldon, Shakespeare, Robert Ludlum, Harlan Coben.

Os nomes de alguns personagens dos seus livros são homenagens a pessoas que o autor de fato
conhece. Robert Langdon por exemplo, ganhou esse nome por causa de John Langdon, o artista
que criou o ambigrama utilizado na capa americana de Anjos e Demônios.

Polêmicas

O Código da Vinci foi seu maior sucesso, e vendeu mais de 50 milhões de exemplares em todo o
mundo, tornando-se um dos livros mais vendidos de todos os tempos. o romance aborda temas
polêmicos como a humanidade de Cristo, seitas e fraternidades como o Priorado de Sião, Opus
Dei e Maçonaria.


Dan foi acusado de plágio da teoria que aponta O Graal sendo a descendência de Jesus e Maria
Madalena, por Michael Baigent e Richard Leigh, autores de um estudo sobre o Santo Graal
denominado The Holy Blood and the holy Graal. O juiz Peter Smith, da alta corte dos Estados
Unidos, absolveu Dan Brown por falta de provas e por considerá-lo um grande historiador,

Obras

Fortaleza Digital - 1998

Anjos e Demônios - 2000

Ponto de Impacto - 2001

O código da Vinci - 2003

O Simbolo perdido - 2009

Inferno - 2013