domingo, 26 de março de 2017

#Resenhadacolorida - Adelphos a Revelação - M.Pattal


Título: Adelphos – A Revelação
Autor: M. Pattal
Editora: PenDragon
Páginas: 372


Sinopse: “Enzo, Mila e Dan são três adolescentes com deficiência que acreditam ser possível competir em iguais condições com os demais Atletas Olímpicos. Enzo é surdo e treina na modalidade Tiro com Arco. Mila tem glaucoma de nascença e treina na Ginástica Artística, enquanto Dan usa uma prótese na perna esquerda para treinar no Atletismo. De uma forma inesperada, após o contato com uma luz misteriosa, eles são transportados para um mundo fantástico chamado Oykos, parcialmente dominado pelo Dragão Ponéros. Enquanto tentam encontrar as respostas e o caminho de volta para casa, eles precisarão enfrentar os perigos que surgem durante a jornada. Seres das trevas, chamados Éktros tentarão impedi-los de chegarem ao único local capaz de fornecer as respostas que precisam: a Terra de Adelphia. Em Oykos os preparativos para os Jogos da Liberdade estão a todo vapor. Apesar do nome positivo, os Jogos são mortais e o seu resultado pode alterar o destino de todos os habitantes daquele mundo. Enquanto isso, os rumores de que um evento chamado “A Revelação” estaria prestes a acontecer e acabar com o domínio do dragão, tornam o cotidiano dos Oykanos tenso, gerando grande instabilidade entre as Terras. Adelphos é uma saga de tirar o fôlego, repleta de aventuras, surpresas, reviravoltas e mistérios que prendem o leitor da primeira à última página, ao mesmo tempo em que o leva a refletir sobre dilemas e conflitos do mundo real.”



Resenha: Adelphos conta a história de três adolescentes com deficiências distintas, Dan, Mila e Enzo. A deficiência não é um problema para os jovens, Mila com glaucoma, pratica kitesurfe e ginástica artística, Dan perdeu a perna em um acidente e usa próteses especiais para auxilia-lo no atletismo e Enzo, que é surdo pratica MMA e treina na modalidade de Tiro com Arco. Cada um deles aprendeu a superar as dificuldades e para provar isso para todos ao redor eles tem um objetivo em  comum, disputar as Olimpiadas e ganhar uma medalha.
Mas a vida dos jovens mudam completamente quando entram em contato com uma luz misteriosa e são transportados para o mundo de Oykos.
Nesse mundo totalmente diferente da Terra, eles percebem que adquiriram habilidades misteriosas, e se deparam com criaturas que evaporam no ar, povos diferentes que contam histórias de dragões, reis e uma profecia a ser revelada.
Com várias perguntas sem respostas e aparentemente com inimigos no encalço, só restam aos jovens chegar à Adelphia, a base da resistência de Oykos, onde ficam os Adelphos, um povo que luta contra o governo tirano de Ánamo e o dragão adormecido. Pelo caminho ao desconhecido, os jovens fazem novas amizades que estão dispostas a ajuda-los nessa longa jornada e sempre os ensinando grandes lições. Será que finalmente eles irão encontrar o propósito de estarem nesse mundo tão incomum, e assim retornarem para casa?
"Os livros são tratados com muito respeito por nós. Cada livro é parte de uma vida que foi compartilhada com várias outras. Por isso, livro é vida. E, como tal, deve ser bem cuidado."


"Você pode possuir muito pouco ou quase nada em relação aos bens materiais, mas sempre terá o mesmo tempo que qualquer pessoa do mundo - O tempo foi dado a você como um presente. Cada um decide a melhor maneira de usá-lo, mas o ideal é que faça com sabedoria. As pessoas podem usar o tempo para o bem ou para o mal. Para criar ou para destruir. Para gerar riquezas ou perdê-las. Para investir em relacionamentos ou para se isolar. Você pode usar seu tempo para ser mais feliz ou gastá-lo com coisas que mais tarde trarão tristeza. A questão é: como cada um de nós está usando este bem tão valioso?"

Opinião: Eu, como grande fã de uma boa fantasia, estava ansiosa para iniciar a leitura de Adelphos e devo confessar que devorei o livro em apenas 3 dias.
O mundo de Oykos é muito bem construído e rico em detalhes, ele é constituído por 12 povos, cada um com sua terra, bandeira, função, como agricultura, mineração, reflorestamento, e muitas outras. Todos os povos tem seu lema e características únicas, um sempre dependendo do outro e formando assim uma união entre eles.




Os protagonistas são pessoas admiráveis, mesmo com suas limitações, estão sempre se superando, e o que achei legal foi a forma como eles procuram sempre fazer o melhor pelos outros.
O autor M.Pattal trabalhou a jornada de cada um deles de forma separada, e assim podemos acompanhar com detalhes suas aventuras, problemas familiares, o agir e pensar de cada um. Os personagens secundários também merecem destaque, Nerina, Synk, Polo e alguns outros são personagens fortes e que estão sempre nos ensinando coisas importantes.
O livro é narrado em 3ª pessoa, os capítulos são curtos e intercalados entre os protagonistas e suas jornadas, o que facilitou e instigou muito a leitura. Como já disse, a riqueza de detalhes me encantou, e imaginei cada lugar descrito como um filme em minha mente, foi íncrivel.
O que me resta agora é esperar ansiosa pela continuação!



Links para compra: