quarta-feira, 29 de março de 2017

#Resenhadacolorida - Aika a canção dos cinco - Lucia Lemos


SINOPSE: Gattai é um mundo fantástico assolado por estranhas catástrofes naturais e uma interminável guerra entre as raças que o habitam. Em meio ao caos, surge um guerreiro com asas de Fênix destinado a trazer o equilíbrio entre a natureza e suas criaturas. Porém, ele foi amaldiçoado por um terrível demônio que devora sua alma. A única pessoa que pode salvá-lo não pertence à Gattai, e sim ao nosso mundo: Aika Akatsuki dos Anjos, uma estudante japonesa mestiça, nascida no Brasil e grande fã de histórias de magia e fantasia. A jovem que enfrenta diariamente a dura rotina de estudos e discriminação por sua ascendência vê sua vida transformada com a descoberta da existência de Gattai e de seu grande ídolo. E para salvá-lo, ela terá que enfrentar seus medos, atravessar um portal mágico, lutar contra terríveis criaturas… tudo isso sem ser reprovada no ensino médio. Aika voará em dragões, aprenderá o que é realmente uma guerra e lutará para salvar o herói não apenas de grandes inimigos, mas também de si mesmo.


Vou começar apresentando à vocês os dois personagens principais do livro
 
Aika tornou-se independente desde cedo. É uma jovem mestiça (filha de mãe japonesa e pai brasileiro) com 16 anos mudou-se do Brasil para o Japão, onde mora sozinha, estuda e trabalha. Por não ser legitimamente japonesa e possuir alguns traços brasileiros, como os cabelos revoltos e cacheados, Aika sofre com preconceitos, chegando até ser agredida por alunos de sua escola. A maneira que ela encontra de tornar sua vida mais suportável morando tão longe de casa são os animes e mangás que tanto ama. O mais especial para ela é o mangá do Kurikara.
Kurikara é o protagonista do mangá Shounen Kurikara, é um jovem guardião de Gattai, um grande guerreiro com enormes asas e um incrível poder, está destinado a trazer o equilíbrio na natureza. Ele está amaldiçoado por um terrível demônio que devora sua alma.



Sobre a história: No inicio do livro, Kurikara aparece lutando uma batalha contra vários demônios no mundo de Gattai. Cheio de poder, ele o usa para acabar com seus inimigos, e exausto, cai em um lago, onde a maldição que foi lançada sobre ele o tenta controlar. No final do prólogo, vemos Kurikara afundando no lago, onde pensa que talvez a sua morte seja o melhor para todos, porque seu poder não poderá ser usado de forma errada.
A história passa para Aika, onde a jovem está em um evento de anime fazendo cosplay, justamente de Kurikara. Ela se sente muito bem sendo seu herói por alguns instantes, fazendo selfies com outros fãs, sente que não é julgada como costuma ser pela sua condição de mestiça. Após chegar em casa e ir para cama, Aika começa a ter pesadelos com Kurikara, e esses pesadelos se tornam frequentes. Certo dia, quando lança o próximo capitulo do mangá, Aika vê um de seus pesadelos refletido como parte da história, na hora, acha que está ficando louca, não é possível o que está acontecendo, e ela começa pensar que talvez o mundo de Gattai e Kurikara sejam reais,e que o jovem guardião de Gattai pode estar em perigo. Quando ela aprende sobre uma lenda de um portal que transporta as pessoas para outros lugares do mundo, e esse portal fica na vila onde mora, Aika acha que pode encontrar as respostas que tanto procura. Conseguindo acordar a divindade que toma conta do farol, o portal finalmente é revelado e ela tem acesso a qualquer lugar que queira ir, e é então que ela deseja ir ao socorro de Kurikara, e assim, ela é transportada para Gattai, onde irá descobrir que os lugares e personagens que fazem parte da história junto com Kurikara são reais e esse mundo paralelo existe.. Agora ela se encontra no meio de uma batalha por poder, onde fará de tudo para ajudar seus novos amigos e principalmente Kurikana a se livrar da maldição na qual está preso.


Opinião: Esse livro é muito especial! Aika a canção dos cinco foi escrito pela Lúcia Lemos, uma escritora para lá de simpática e muito, muito talentosa. Além do livro ser recheado por aventura, ação, humor e mistérios, tem várias ilustrações que a própria Lúcia fez, incluindo a capa lindíssima.
Como sempre gostei da cultura japonesa, animes e mangás, adorei cada pedacinho do livro.
Achei a escrita leve e fluída, ao mesmo tempo que os personagens são fortes e profundos, também tem senso de humor, o que deixa a leitura mais prazerosa. As batalhas e cenários são totalmente detalhados e incríveis de se imaginar. Enfim, amei!
Recomendo para quem gosta de uma boa aventura.

Nota: