quinta-feira, 13 de abril de 2017

#AdaptaçõesColoridas Série "Os 13 porquês"

Olá pessoal, tudo bem com vocês? 
Hoje é dia de discutirmos um assunto polêmico. Quem aí leu ou assistiu "Os 13 porquês" ??
Ultimamente, em toda mídia social, estamos acompanhando comentários positivos e negativos sobre essa série que é uma produção original da nossa tão querida Netflix, e como assisti recentemente achei que seria legal falar um pouco sobre a série, algumas curiosidades e deixar minha humilde opinião.


Sinopse: Uma caixa de sapatos é enviada para Clay (Dylan Minnette) por Hannah (Katheriine Langford), sua amiga e paixão platônica secreta de escola. O jovem se surpreende ao ver o remetente, pois Hannah acabara de se suicidar. Dentro da caixa, há várias fitas cassete, onde a jovem lista os 13 motivos que a levaram a interromper sua vida - além de instruções para elas serem passadas entre os demais envolvidos. 



Sobre a série: 


"13 reasons why" é uma série americana, produzida pela Netflix, baseada no romance "Thirteen reasons why" escrito por Jay Asher. A primeira temporada é composta por 13 episódios e foi lançada no dia 31/03/2017. São abordados temas como bullyng, depressão, estrupo, abuso de álcool, amizade e tudo o que envolve ser um adolescente nos dias de hoje, tudo com muita honestidade e falando abertamente sobre um assunto que é considerado tabu, o suicídio. Na minha opinião o elenco foi muito bem escolhido, a maior parte são rostos novos, mas bons atores, e conseguem nos passar todas as emoções desse drama adolescente. A trilha sonora também é incrível.
Todo o livro homônimo é abordado na primeira temporada, com adaptações, claro! Apesar da história de Hannah ter se encerrado com o último episódio, ainda ficaram muitas dúvidas no ar e o escritor Jay Asher apoia totalmente a continuação dessa jornada.
"Não estou autorizado a dizer se haverá ou não uma segunda temporada. Eu gostaria de ver mais sobre esses personagens. Estou tão curioso quanto vocês. O que acontece com Clay (Dylan Minnette)? Como as pessoas vão reagir ao que Alex (Miles Heizer) fez? O que vai acontecer com Mr. Porter (Derek Luke)? Eu mesmo cheguei a pensar numa sequência do livro, mas decidi não escrever. Por outro lado, não acabaram as histórias dos personagens que ficaram para trás. Cada ação tem consequências que ninguém pode prever. Você percebe isso no que Hannah fez, mas também da forma que trataram Tyler (Devin Druid). Então, o caminho está aberto", disse o autor em entrevista para a EW.

Elenco:


Katherine Langford interpretará a personagem principal Hannah Baker – este será o primeiro trabalho televisivo da australiana 




 

Dylan Minnette, que recentemente estrelou “Goosebumps – Monstros e Arrepios”, viverá o
apaixonado Clay. 



 
Kate Walsh (Grey’s Anatomy) – como a mãe de Hannah 






Derek Luke (Capitão América: O Primeiro Vingador) como Mr. Porter


Alisha Boe (Atividade Paranormal 4) como Jéssica







Justin Prentice (Awkward) como Bryce Walker





Devin Druid (Mais Forte que Bombas) como Tyler 







Miles Heizer (Parenthood) como Alex Standall






Ross Butler (Teen Beach 2) como Zach






Brandon Flynn como Justin Foley






Curiosidades:  


  • Selena Gomez está envolvida com o projeto há um bom tempo.A artista e sua mãe, Mandy Teefey, descobriram o livro em 2008 na Barnes & Noble e logo após a negociação dos direitos autorais com Jay Asher, ambos tornaram-se produtores executivos da série.
  • A inspiração do autor para escrever o livro veio em partes. Jay Asher contou para a Teen Vogue: “Tive a ideia para um livro que envolvesse áudio anos antes de ter a ideia para isso. Estava em Las Vegas e tinha um exibição da tumba do Rei Tut, e era um tour guiado em áudio. Depois disso, achei que seria uma ótima estrutura para um livro, mas não tinha a história para dar continuidade. Alguns anos depois, um parente tentou cometer suicídio, que tinha a mesma idade de Hannah: uma estudante do ensino médio. Então eu tinha a estrutura e tinha a questão, o que foi muito importante para mim e foi anos antes das duas ideias parecerem. Foi quando eu estava dirigindo e imediatamente senti que era a melhor maneira de contar essa relato particular.“
  • As gravações foram difíceis, eles faziam terapia com cachorros no set de filmagens. A série cobre muitos problemas, incluindo depressão, suicídio e abuso sexual, e por isso, o elenco precisava se ‘recompor’ de vez em quando. “Sei que teve uma cena, que eu não estava, mas eles tiveram terapia com cachorros no set. Tinha um cachorro por hora.” disse Dylan Minnette em uma entrevista.
  • Você pode ouvir todas as gravações das fitas da Hannah. No site americano oficial do livro, você pode ouvir a série completa de gravações como escritas pelo autor do livro.
  • Um dos personagens que podem ser considerados como “antagonistas” no seriado é Bryce Walker, o típico esportista que comete bullying e está presente na maioria das escolas norte-americanas. Vários internautas decidiram hostilizar o ator Justin Prentice nas redes sociais pelos atos que seu personagem comete na série
  • Miles Heizer, que vive Alex Standall (o personagem que publicou a infame lista na escola) e Brandon Flynn, intérprete de Justin Foley (o namorado de Jessica na série), são um casal e não é de hoje. Os dois já compartilharam diversas fotos de seu relacionamento em suas redes sociais.


Opinião:

Li várias criticas a respeito dessa série, positivas e negativas, daí pensei, tenho assistir para opinar, certo? Então, vamos lá.
Eu não li o livro, porque estava doida para ver a série, e que perderia um pouco do encanto se eu houvesse lido.
Achei muito importante esse assunto ser abordado de forma tão direta, sem mimimi, para causar o devido efeito necessário para fazer a sociedade de hoje acordar para assuntos como esse, e encarar o problema de frente, pois é um assunto considerado tabu, e a maioria das pessoas não gostam de discutir sobre isso, HELLO, isso acontece, SUICÍDIO acontece, inclusive adolescentes cometem, e isso tem que parar. Essa série foi um tapa na cara da sociedade e nos mostrou que não temos que ser somente expectadores, você presenciou algum abuso, prática de bullyng, até mesmo praticou, ou não fez nada? Você tem que mudar. Muitas pessoas que passam por esses problemas, conseguem dar a volta por cima e até sair mais forte dessa situação, mas outras muitas não conseguem. Conhece alguém ou até mesmo se sente mal? Procure ajuda. É isso o que essa série mostra, é um grito de Socorro. Se Hannah tivesse se aberto com sua mãe, ou até mesmo com Clay, talvez ela não teria feito o que fez. Li alguns psicólogos falando que assistir à essa série pode prejudicar mais ainda pacientes com depressão ou propensos à suicídio, eu discordo, porque também li à respeito que muitas pessoas que sofrem e até mesmo já pensaram em suicídio, após a série, resolveram falar, procurar ajuda. Tenho a certeza que essa é a proposta inicial, encorajar as pessoas a falaram mais, a se preocuparem mais com o próximo, encarar suas atitudes e quem sabe, ajudar alguém que precise.
Queria que essa série fosse exibida nas escolas, garanto que ia ajudar muitas pessoas a não terem o mesmo fim que Hannah.
Finalizada ou não, 13 Reasons Why já causou grande comoção no público - que criou campanhas de conscientização sobre prevenção de suicídio - e aumentou o número de pedidos de ajuda para o Centro de Valorização à Vida. Para quem não sabe, o atendimento no CVV é anônimo e disponível através de várias mídias, como o telefone 141.


TRAILER: